domingo, 28 de outubro de 2012

GAMADOS

O Belenenses não mereceu melhor que o empate mas o Leixões foi levado ao colo:
* Penalty perdoado aos de Matosinhos logo aos 2 minutos:
* Fomos empurrados para trás por cartões e mil e uma faltinhas inexistentes, com um árbitro inexperiente a ir nas sucessivas palhaçadas dos jogadores visitados, cujo comportamento incendiário (mais a mais sendo beneficiadíssimos) foi bastante anti-desportivo e censurável;
* A expulsão do Nelson é mais uma autêntica palhaçada (quem devia ter sido punido era o adversário por simulação grotesca);
* O penalty contra nós é inventado.
Já agora, para os otários desmiolados que gritavam que "Lisboa é merda", esclarecemos que o Belenenses é de Belém e/mas é um clube nacional; que estamos a bem "a cagar" para Lisboa, cuja câmara nos lixou sempre bem lixados, enquanto as autarquias por aí fora sustentam tudo quanto é clubezecos; e que a maioria dos belenenses que ali estavam eram do Norte: Porto, Gaia, Matosinhos, Ermesinde, Braga, Ovar, Estarreja... e não da zona de Lisboa.
O que se permite nessas terras de lei da selva contrasta incrivelmente com o que se passa no Restelo, onde a polícia carrega a torto e a direito sobre os adeptos do Belenenses, protegendo os outros, nos, aliás, espaços larguíssimos à volta do nosso estádio, como não há em outro lugar.
É preocupante o facto de pelo 3º jogo seguido fora de casa começarmos a jogar mal quando ficamos em vantagem.
Desta vez, Van der Gaag não esteve feliz nas substituições.A entrada de João Afonso poder-se-ia justificar 3 minutos antes; na altura em que foi, levou pura e simplesmente à perda do meio campo. Mas toda a gente erra...e o trabalho do treinador holandês continua a ter um saldo claramente positivo.

P:S. - O que acima se escreveu, não tira de maneira nenhuma que haja muita gente boa em Matosinhos e no Leixões, clube contra o qual nada temos.