sábado, 24 de novembro de 2012

ANDEBOL: JÁ TINHA SAUDADES

Tenho respeito e gratidão por Medveded como grande jogador que foi. Como treinador, porém, constituiu uma aposta falhada. Logo no início da época falei de uma equipa triste - e era. Infelizmente não me enganei.
Hoje, sem um treinador com que não havia química, e que impunha um sistema de jogo pouco satisfatório, viu-se a transformação da equipa: alegre, cheia de garra. 
A vitória sobre o Madeira SAD foi importante. Os números (25-24) são muito enganadores. O Belenenses esteve sempre na frente e, depois dos 12-8 ao intervalo, passou a 2ª parte sempre com 5/6 golos de vantagem. Só a desacelaração nos minutos finais permitiu aos madeirenses aproximar-se, o seu último golo coincindindo com o fim do jogo.
Elledy Semedo (que continua a ser omelhor marcador do Campeonato), Tiago Fonseca (que garra enorme!), Pedro Delgado, Edgar Landim, Pedro Delgado e André Vilhena foram aiutênticos heróis. Já tínhamos saudades.
 Com o adiamento do futebol, parte do público (poderia ser bem mais se o loucutor avisasse...mas está quieto!) rumou ao Pavilhão Acácio Rosa, que registou assim a melhor (e primeira boa) assistência da época. Este público, com muitos da Fúria Azul, criou um excelente ambiente, de que também já tinha muitas saudades. Pessoal, vale a pena ir apoiar as modalidades!