terça-feira, 20 de novembro de 2012

O JOGO DE SÁBADO

Sábado às 18 horas, no Estádio do Restelo, defrontamos a equipa b do Sporting.
É um jogo importante, porque os 3 pontos em disputa são importantes.
Por isso, e por uma questão de orgulho, seria bom que o público Azul não tivesse uma presença (ou ausência) muito vergonhosa - que é o melhor possível nas circunstâncias actuais.
Pelo mesmo orgulho, de que não prescindo, e de que lamento que o pessoal prescinda, este jogo, contra os be (de B e de BES) dá-me vómitos. O Sporting é dos poucos clubes com quem tenho instintos de rivalidade...mas com o A, claro, e só.
Ficarei contente e aliviado se ganharmos, mas não vou festejar nem alardear. Isso, para mim, é rebaixar-nos (ainda mais).
Por mais que os revelhos anti-velhos do Restelo venham dizer que temos que ser realistas (estranhamente, são agora os "novos" os realistas), encolho os ombros: os realismos e as gestões empresariais anti-história e anti-identidade só deram trampa no Belenenses. Recuso-me a pensar  com o material de slogans vazios. Muitos dos que foiram novos anti-velhos...são agora também já velhos...
Quero imensamente subir mas não me interessa ser campeão da 2ª (que é o 17º lugar) - tenho medo de ver a malta ufana e a cantar "somos campeões", para gozo de adeptos de outros clubes, para vergonha de quem nos fez tetracampeões da 1ª. No entanto, também me chatearia ficar atrás de "bês".
Todos ao Restelo.