sexta-feira, 22 de novembro de 2013

CLUBES PRESENTES NO MUNDIAL

Traz o jornal Record duas listas interessantes de jogadores:
a) Dos representantes de clubes Portugueses que têm hipóteses de estar presentes no Mundial do Brasil, ao serviço de uma das selecções presentes, com a já habitual ridícula inclusão pressionante de jogadores dos 3 eucaliptos, sobretudo do Benfica, que só a título insólito estariam presentes. Do Belenenses, ninguém. Até Cabo Verde, que se tinha apurado, e em que Kay e Rambé seriam hipóteses fortes, ficou afinal de fora. Bem que gostava que tivéssemos jogadores neste Mundial…
b) Dos representantes de clubes Portugueses que já tiveram presentes em fases finais de Mundiais, em diferentes selecções. Aqui, o Belenenses ocupa lugar de relativo destaque, apesar da habitual ironia: nos grandes tempos do Belenenses, Portugal nunca ia ao Mundial, então com 8 ou 16 equipas e não 32, como hoje. Se o critério fosse tão apertado como então, também não iríamos em 2014, como não teríamos ido em 2010, e se calhar também em 2006…É curioso que o jornalista fala nos “quatro maiores emblemas” a propósito do Mundial de 1966 (a nossa melhor classificação Portuguesa). Eramos, indiscutivelmente, um dos “quatro grandes”.
Aqui vai, então, a lista por clubes:

1º. Benfica – 37
2º. Sporting – 35

3º. F. C.Porto – 32
4ºs. Belenenses (José Pereira, Vicente, Jorge Martins, José António, Sobrinho e Embé) e Boavista - 6

6º Vitória de setúbal – 2
7ºs Académica, Beira Mar, Braga, Estrela da Amadora, Gil Vicente, Leixões, Nacional e Paços de Ferreira – 1
Duas notas adicionais: A primeira, é que houve mais 6 jogadores que foram ao Mundial e jogaram no Belenenses, mas não na mesma altura.

A segunda (desta nunca ninguém falou mas deixamos como mais um contributo para a história do Belenenses), confirma uma vez mais o nosso pioneirismo. No primeiro de todos os Mundiais, só esteve um jogador que tenha actuado em Portugal. Foi Alejandro Scopelli, que até marcou um golo, pela argentina. E o clube em que jogou em Portugal, foi, é claro, o Belenenses.