quinta-feira, 31 de outubro de 2013

A FESTA... DO PORTO

Eramos os 4 grandes: o Belenenses, o Benfica, o Sporting, o F.C.Porto. Foi neste quadro que eu nasci. Os jogões eram com os outros 3 e só com os outros 3 (ou, então, com equipas de outros países).
No entanto, os jogos com o Porto nunca tiveram para mim o mesmo palpitar, a mesma carga instintiva, a mesma importância, que as partidas com os outros dois.
Com efeito, para mim, que vejo com tanto ou mais interesse as bancadas (leia-se, as pessoas nas bancadas e as suas reacções) do que as movimentações dos jogadores (bem sei que, nisto, estou no clube errado e até oposto…), o azul (nós) e o azul e branco (eles) não tinham o contraste distintivo bem evidente nos confrontos com verdes e encarnados.
A esta razão, acrescia outa: no início dos anos 70, quando me tornei consciente do mundo do futebol, Belenenses e Porto eram clubes da mesma igualha. Passava uma década sem os portistas ganharem no Restelo. Vinham relativamente poucos adeptos seus ao nosso Estádio. Num parêntesis, diga-se que em 1970, no tempo de Meirim, o Belenenses quase encheu metade do Estádio das Antas. Quantos podem dizer isso?
Mas adiante: naquele tempo, o Benfica reinava, e o Sporting era o contraponto (quebrava de 4 em 4 anos a hegemonia lampiã). O Porto e o Belenenses eram os outros grandes, embora como fidalgos longe dos melhores tempos, que às vezes até se deixavam ultrapassar (não no conceito geral mas em épocas pontuais) por Académica e Vitória de Setúbal, então equipas da moda. Talvez possamos ilustrar isto com o primeiro de todos aqueles cadernos de início de época, editado em 77/78 pelo jornal A Bola, e que conservo. O Belenenses era (como ainda é) o 4º, mas bem em cima do Porto; e com mais do dobro dos pontos do 5º, no acumulado dos Campeonatos. Em massas associativas, eramos também o 4º; mas com o dobro dos sócios, por exemplo, do Vitória de Guimarães ou do Braga.
Portanto, ganhar ao Porto não era nada de mais. Além disso, Pinto da Costa estava a transitar de total desconhecido para figura em ascensão (fim da década de 70). Os presidentes da FPF eram indicados rotativamente por Benfica, Sporting e Belenenses. Factos são factos. O Benfica e o Sporting, mas muito nitidamente o Benfica, dominava(m) as arbitragens. Não tinha chegado o tempo dos Guímaros, dos Calheiros, dos Veiga Trigos e outros. Era o tempo dos árbitros que diziam a jogadores do belenenses que deviam ter vergonha de vestir a nossa camisola, e que festejavam golos do Benfica dentro de campo, era o tempo do Humberto Coelho como jogador-fiscal de linha a levantar o braço para o árbitro assinalar fora de jogo aos adversários dos lampiões, era o tempo do Adolfo e do Malta da Silva, laterais daquele clube, que davam sarrafada de criar bicho nos adversários mas a culpa de estes caírem era sempre do mau estado do terreno. Era o tempo em que milhares de lampiões invadiam o relvado da Luz a meio do jogo para agressões e ainda assim o Benfica recebia um ponto...
Era também o tempo em que os jogos eram todos ao domingo à mesma hora mas em que quando havia um Benfica-Sporting, ninguém podia interromper de um outro campo sequer para informar de um golo, ou era repreendido com a emissão no ar. Era um menino mas lembro-me como se fosse hoje: estávamos na época de 72/73. O benfica já era campeão, e o Belenenses estava (e acabou) em 2º. O Sporting terminou em 5º. Pois, no dia do Benfica-Sporting, só bem depois de acabarem este jogo é que consegui saber o resultado do Belenenses. A meio do Benfica-Sporting, um locutor interrompeu doutro estádio, para gritar um golo do Leixões. Levou uma rabecada pública, com reiterado aviso para os restantes, pelo atrevimento de interromper o irrelevante Sporting- Benfica.
Conto isto, porque as coisas mudam muito  e há quem não saiba ou não se lembre daqueles tempos. Hoje o Porto está repimpado nos “três” (nunca na vida, nem sob tortura, disse ou direi “três grandes”, até porque não nasci no tempo em que os três grandes eram Belenenses, Sporting e Porto, e depois Belenenses, Benfica e Sporting). Os seus adeptos, sobretudo os mais jovens, os Miguéis Sousa Tavares deste mundo, tratam-nos com desprezo, ignaros ou esquecidos do tempo em que eram gozados em todo o lado, e em Lisboa tinham no Belenenses os únicos amigos (amigos, não súbditos, note-se bem!).
Mas eu não esqueço. E por isso, até percebi reacções iniciais do Porto para sacudir um sistema que então lhe era adverso. Nisso, Pinto  da Costa teve mérito e sagacidade. E afinal, o Benfica nem nunca precisou de comprar árbitros e jornalistas: metade ou mais são seus adeptos, e fazem-lhe graciosa e despudoramente os jeitos e a propaganda. Já nesse tempo havia os Fernando Guerra e os Querido Manha, os Pedro Henriques e os Bruno Paixão.
Com o passar dos anos, das décadas, da reacção normal e compreensível, o Porto foi crescendo em poder até ao nojo. E a malta fraca (porque é fraqueza) adora é quem ganha. Hoje, até em Lisboa, há muitos que “só querem ver Lisboa a arder”. Não que isso de Lisboa ou do Norte me incomode o que seja. Não sou dado a tais provincianismos e guerras de quintal. Para mim, o Belenenses tem sede em Lisboa, ou melhor, em Belém (não, não é no Restelo; é em Belém!) mas é de Portugal e do mundo inteiro.
Vem isto a propósito do Belenenses – Porto do próximo sábado. Estar na 2ª divisão, para mim, é um pesadelo. Nem me venham com a conversa de que “sou do Belenenses com muito orgulho, esteja na 1ª ou nos distritais”. Claro que sim, que sou. Mas eu também sou eu se só fizer coisas mal feitas, sem que por isso deixe de detestar fazê-las. Regressar à 1ª é, pois, um enorme  alívio, e ter novamente um jogo contra um dos grandes rivais históricos, no nosso estádio, deveria ser uma festa.
Só que no Belenenses, infelizmente, já tiraram tudo aos (seus) adeptos e o futebol só já é negócio puro e duro, sem respeito por nada nem ninguém. Estamos sob sodomização continuada e às claras (e há quem goste!). Neste jogo atingiu um pico de requinte mas virá pior. E sim, virá também quando jogarmos, por exemplo, com o Benfica. A festa, afinal, vai ser da Casa do Porto de Lisboa. É a grande reunião anual de portistas, no (agora) “seu” Restelo. E ainda temos que levar com lagartos a querem porradinha com os andrades, e lampiões a quererem que o Porto perca pontos (a mim, claro, só me interessa que o Belenenses os ganhe).
Vou ver o jogo mas sem “aquela” alegria. Sei que dignos Belenenses-mesmo-Belenenses se recusarão a ir. Não os censuro, entendo-os muito bem, até porque já tive reacções semelhantes. Em todo o caso, respeitosamente, direi que me parece melhor que fossem. A nossa presença é uma posição, um protesto, uma resistência face àqueles para quem somos indesejados e uma espécie a extinguir de vez.
Do mesmo modo, não sou contra a homenagem ao Pepe. O Pepe merece todas as homenagens e sou sensível a todas. Na minha opinião, claro. Sou agreste e sempre acutilante quando se trata do Belenenses, mas é por o querer; por o querer amado ou respeitado. Ainda no sábado, eu que não gosto do Sporting, me sensibilizei com a atitude correcta dos seus adeptos no minuto de silêncio pelo Pai de um jogador nosso, e até os aplaudi silenciosa e discretamente. Sempre que afrontarem o Belenenses (sem razão), saltarei como uma mola. Em contrapartida, quem respeitar o Belenenses a sério (nada daquelas chachadas do “são tão simpáticos, coitadinhos) terá em mim um amigo leal e para sempre.
No entanto, há um “se” e um “mas”: O Pepe jogou no Clube de Futebol “Os Belenenses” e não na SAD, muito menos nesta SAD. A sua morte, por envenenamento, aos 23 anos, foi uma tragédia em muitos aspectos, sobretudo pessoais. Mas foi-o também clubística. Em 5 épocas de Pepe, o Belenenses foi 2 vezes Campeão de Portugal e 3 vezes Campeão de Lisboa. Nenhum dos "três" fez tal. Iam começar os campeonatos Nacionais. Na década ou dúzia de anos de carreira que normalmente teria Pepe, quase certamente o Belenenses teria conquistado títulos que, assim, foram para o Benfica, o Sporting, o Porto, os clubes da malta da SAD. E então, para concluir, na homenagem não tem que estar ninguém da SAD mas sim da Direcção do Belenenses, clube onde o Pepe jogou e a quem pertence o monumento que lhe foi erigido.

 

NOTAS DOS JOGADORES: CLASSIFICAÇÃO

Ao fim de 11 jogos oficiais:
1º Diakité  - 35
2º Tiago Silva - 27

3º Fredy - 26 
4ºs Filipe Ferreira e João Meira - 23
6º Danielson - 22,5 
7ºs João Pedro  e Miguel Rosa - 22
9º Duarte Machado - 19

10º Matt Jones - 18,5
11º João Afonso e Kay - 16
13º Mamadou - 15,5  

14º Fábio Sturgeon - 15
15º Arsénio - 11
16º Tiago Caeiro - 10
17º Fernando Ferreira  - 9
18º Deyverson  - 8,5
19º Rafael Veloso - 7,5
20ºs  Nick e Paulo Jorge - 6

22ºs Jónnson e Vítor - 5
24º Filipe Mendes - 3

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

POUCA ARTE E ALGUMA SORTE

Foi um Belenenses desinspirado e afortunado que hoje venceu o Santa Clara por 1-0, no Restelo, e seguiu em frente na Taça da Liga. O golo de Nick, cerca dos 75m, decidiu a eliminatória, depois do empate sem golos nos Açores. Destaque também para o regresso de Fernando Ferreira.
Bem sei que poupámos muitos (a maior parte, mesmo) dos titulares - embora com um critério que não percebi em alguns casos - mas nem isso nem o péssimo estado do terreno justifica um jogo tão feio. O Santa Clara teve mais oportunidades.
Mas bom, lá seguimos em frente, agora para a 2ª frase de grupos. Além do Belenenses, estarão presentes Beira Mar, Benfica, Braga,  Covilhã, Estoril, F. C. Porto, Gil Vicente, Marítimo, Nacional, Paços de Ferreira,  Rio Ave, Sporting, Vitória de Setúbal e os vencedores das eliminatórias Vitória de Guimarães - Leixões e Académica - Penafiel.
Muito mal tratada é esta prova!
 
 
 

BELENENSES ANGOLA - NÃO É PARA TODOS


terça-feira, 29 de outubro de 2013

TAÇA DA LIGA

Amanhã, às 16h, no Restelo, joga-se o Belenenses - Santa Clara.
 Depois do 0-0 da 1ª mão, temos que ganhar para seguir em frente - independentemente da possível gestão de plantel.
 Preços: 
Blue Card - Entrada livre
Sócios: 2€
Acompanhantes: 5€
Bancada Lateral Poente: 10€
Central: 15€
Topo Norte: 5€


segunda-feira, 28 de outubro de 2013

MODALIDADES

Como era de algum modo previsível, o Belenenses perdeu (0-3) com o Sporting em Futsal. Tostões contra milhões. Mas a nossa equipa bateu-se com muita dignidade e foi pena não ter feito, ao menos, o ponta de honra. Lamentável o silêncio dos jornais para com uma equipa quase toda à base da nossa formação.
 Em Andebol, conseguimos uma importante vitória em Fafe, que desafogou a nossa posição, agora a meio da tabela. O próximo jogo é em Avanca. Depois, vem uma série de encontros muito complicada, em que defrontamos consecutivamente os 5 primeiros.
 A equipa de Futebol Feminino continua sem derrotas (2 triunfos e 2 empates). Parece que ontem o jogo com o CAC Pontinha (2-2) foi bastante quente.
 De resto, o Basquetebol começou o Campeonato com 2 vitórias, o Voleibol feminino somou 2 derrotas, e o Rugby cedeu ante o Direito.
 

domingo, 27 de outubro de 2013

NOTAS DOS JOGADORES: CLASSIFICAÇÃO

Ao fim de 10 jogos oficiais:
1º Diakité  - 32,5
2º Fredy - 26 

3º Tiago Silva - 24,5
4º Filipe Ferreira - 23
5º Danielson - 22,5 
6º Miguel Rosa - 22
7º João Meira - 21
8º João Pedro - 19,5
9º Duarte Machado - 19

10º Matt Jones - 18,5
11º João Afonso - 16
12º Mamadou - 15  

13º Kay – 14 
14º Fábio Sturgeon - 12
15ºs Arsénio e Tiago Caeiro - 9
17º Deyverson  - 8,5
18º Fernando Ferreira  - 6,5
19º Jónnson - 5
20º Rafael Veloso - 4
21º Paulo Jorge - 3,5
22ºs Filipe Mendes, Nick e Vítor - 3

sábado, 26 de outubro de 2013

A HISTÓRIA DA GARRAFA

Vitória de Setúbal, 0 - Belenenses, 0

Foi o resultado justo, e ao fim e ao cabo lógico, num jogo algo morno, com poucas oportunidades, e muitas cautelas de ambas as partes.
Foi bom, foi mau? É a tal história da garrafa meia cheia ou meia vazia. Pontuámos fora, continuamos com intervalo para a linha de água, mantemo-nos pelo 10/11º lugar, e depois de 4 jogos a perder, foi o 4º sem derrotas; mas tínhamos bastantes esperanças de melhor e perdemos a oportunidade de ficar a olhar mais para cima.
Enfim... está feito. Agora, todos a apoiar a nossa equipa no jogo contra o Porto, no próximo sábado, no Restelo!
 
 

FUTEBOL FEMININO


BASQUETEBOL


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

FÚRIA


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

FUTSAL: O DERBY DE SÁBADO


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

BOA VITÓRIA NO RUGBY

Foi ontem no Estádio Nacional, no nosso 5º jogo para o Campeonato:

Belenenses, 26 - CDUL, 24.

Foi um triunfo com muita garra, num jogo bastante complicado.

Estamos em 2º lugar com 4 vitórias e 1 derrota.

HOJE

terça-feira, 22 de outubro de 2013

NÃO FALTES!


segunda-feira, 21 de outubro de 2013

O RESTO DO FIM DE SEMANA

O jogo que a equipa do Futsal ia disputar no recinto que serve de casa ao Póvoa Futsal era deveras importante, depois do desastre da jornada anterior - não tanto em termos pontuais (embora também fosse relevante) mas, sobretudo, em termos anímicos. Empatámos 1-1. Consideramos positivo (tal como a sempre agradável vitória 4-1 sobre o Benfica, em Juniores). Eis a classificação após a 7º jornada:

1mesmo(1)Sporting
761042162619
2mesmo(2)Benfica
761032122019
3para cima(4)Leões PS
751142291316
4para baixo(3)Sp. Braga/AAUM
750230201015
5mesmo(5)Belenenses/ElPozo
73132326-310
6mesmo(6)SL Olivais
72322125-49
7para cima(12)Fundão
7223212018
8para cima(13)Rio Ave
72231921-28
9mesmo(9)Póvoa Futsal
72231618-28
10para baixo(7)Boavista
72141331-187
11para baixo(10)Dramático de Cascais
72142232-107
12para baixo(8)Modicus Sandim
72141720-37
13para baixo(11)Académica/SF
71241926-75
14mesmo(14)Vila Verde
70071839-210

Em Andebol, a necessidade de vencer era imperioso. Acabámos por o conseguir, por 26-22, apesar de um período desastro, na 1ª parte, em que a vencer por 6-4, sofremos um parcial de 1-7 (!!!). Na 2ª parte acertámos defensivamente. A equipa tem limitações, está longe do nosso normal,  mas, com trabalho, tem alguma margem de progressão. A classificação está assim:

1SL BENFICA20860225018565
2SPORTING CP20860225521342
3ABC BRAGA - UMINHO20860223619739
4ÁGUAS SANTAS MILANEZA20860224422321
5FC PORTO - VITALIS19760120715750
6AM MADEIRA AND SAD147313179196-17
7SC HORTA137304178202-24
8AC FAFE138215209237-28
9DELTA BELENENSES128206185218-33
10NAAL PASSOS MANUEL117205190200-10
11ADA MAIA - ISMAI97106167215-48
12AA AVANCA97106148205-57
A nossa equipa de Futebol Feminino deslocou-se a Fiães e venceu por concludentes 11-0.Segue assim em frente na Taça de Portugal. Ainda no Feminino, o Voleibol foi menos feliz: perdeu 1-3 com o Gueifães. Virão melhores dias...